domingo, 28 de agosto de 2011

Magoas


Magoas do passado,
feito ondas que vão e que vem,
lágrimas deixadas por todos,
no lugar distante muito além.

Lágrimas cristalinas,
com leve gosto de sal,
a vida nos ensina,
a nos enxergar de modo especial.

Magoa-me por prazer,
talvez para se proteger,
com medo de ganhar,
simplesmente põe tudo a perder.

 Mas além dessas ondas em alto mar,
há um bom lugar para navegar,
pois no passado essas magoas vão ficar,
desde que se permita perdoar.

O que está no passado ficará,
as lágrimas que deixarei cair,
de agora em diante sei que saberás,
que será de alegria ao ver te sorrir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário