terça-feira, 26 de julho de 2011

As lágrimas que caem

As lágrimas que caem agora,
já foram de tristeza,
mas não mais será como outrora,
pois descobri a verdadeira grandeza.

Não mais lamentarei as adversidades,
cuja provação a mim foi imposta,
vencerei qualquer contrariedade,
essa é minha resposta.

Por cada caminho que percorri,
muita coisa eu vivi,
coisas boas e ruins eu já senti,
no entanto sinto que venci.

Há muito tempo me enganava,
sonhando somente por sonhar,
mas enquanto eu sonhava,
deixava a vida passar.

Só que vendo a vida passar aprendi,
pois passei a me engajar,
em meio às dificuldades persisti,
para meus sonhos realizar.

Pois os sonhos não fazem a criatura,
mas a criatura aos seus sonhos,
viver é uma aventura,
que deve ser vivenciada na realização dos sonhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário