quinta-feira, 30 de junho de 2011

A Lua

A noite não tarda a chegar,
a Lua põe-se a brilhar.

O céu cheio de estrelas,
mas é a Lua que se destaca entre elas.

A Lua não emite luz,
para muitos por isso não tem valor.

Realmente ela também não possui calor,
mas ainda assim reluz.

A Lua escudo da Terra,
ao seu trabalho nunca erra.

O homem como a Lua,
pode não perceber seu devido valor.

Às vezes o que é importante,
assim como na Lua esta escondido.

O que importa é recuperar o tempo perdido,
Quando o Sol e a Lua se alinham mesmo que distante.

A lua mostra o seu resplendor,
o que mostra que valeu toda a sua dor.

As coisas nem sempre são fáceis,
mas o que fazes mostra quem eis.

Seja como a Lua,
e siga a vida sua.

Não se importando com as dificuldades,
pois na realidade tens o apoio do Sol.

Que a sua vida ira proteger,
o Sol é o amigo que irá te erguer.

Em cada obstáculo que venhas a ter,
e com isso ambos conseguirão crescer. 

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Árvore da vida


Sois frutos da árvore da vida és saudade,
me faz vagar pela cidade.

Me fez entender os sentimentos,
até mesmo os pensamentos.

Não sou quem um dia eu fui,
mas sou quem devo ser.

Seu fruto em mim flui,
em todo o meu viver.

Sois as leves brisas ao entardecer,
sois os primeiros raios de sol no amanhecer.

Tua simplicidade me fascina,
e a vida sempre me ensina.

Todos nascem com uma semente,
a semente da esperança.

Que nos da a confiança,
de seguir sempre em frente.

Na árvore da vida existe uma flor,
que se desabrocha e mostra o seu valor.

Essa flor tem muitos donos,
e semeia muitos sonhos.

A flor em questão,
está no seu coração.

E quando desabrochar,
ela vai lhe mostrar.

Que em sua jornada você pode contar,
com algumas pessoas que encontrar.

Principalmente com aquelas que nessa flor.
consigam realmente tocar.

terça-feira, 28 de junho de 2011

A flor


Frente ao mais formoso jardim,
algo diferente diante de mim.

Uma bela é delicada flor,
que exala sua doce fragrância.

Em toda a sua exuberância,
até parece que alguém a desenhou.

Tem uma beleza singular,
em uma forma bem peculiar.

Não flor igual a ela,
muito não deram valor a ela.

Mas foi isso que a destacou,
tornou-se o que sonhou.

Nem todos sabem enxergar,
tão pouco a querem encontrar.

Essa flor não segue padrões,
sua beleza vem também de suas imperfeições.

Que a tornam tão especial,
igual a ela não há igual.

Ela é um conjunto de qualidades,
e de defeitos também.

Essa flor na realidade é como você,
que se destaca simplesmente pelo jeito singular de ser.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

A vida e o tempo


O tempo em momentos,
a vida em pensamentos.

O agora em segundos,
divido a vida em dois mundos.

O real e imaginário,
a ficção e a realidade.

Mas qual na verdade,
outrora foi imaginário.

Sonhei em poder voar,
sonho que já consegui alcançar.

A realidade é ficção,
a realidade vem do coração.

Não existe nada impossível,
apenas uma solução imprevisível.

A vida medida por tempo,
segundos, minutos e horas.

O que foi vida outrora,
pode não ser nesse momento.

É tempo de crescer,
e tempo de mudar.

É tempo de viver,
é hora de sonhar.

Pois o que não passou de um sonho,
pode simplesmente realidade se tornar.

domingo, 26 de junho de 2011

O amar


Assim como um pássaro,
que não sabe voar.

Ou uma semente,
que não consegue brotar.

Até mesmo uma mente,
que não tenta sonhar.

São como o ser humano,
que não se permite amar.

O amar é um presente,
que devemos aceitar.

Dado incondicionalmente,
a quem tenta amar.

Todos os pássaros,
merecer voar.

Todas as sementes,
podem brotar.

A mente é e sempre será.
uma máquina de sonhar.

E nós seres humanos,
uma das poucas criaturas.

Capazes de raciocinar,
e realmente saber o que é o amar.

Sabemos como voar, como plantar,
e a semente do amor está no acreditar em seu sonhar.

sábado, 25 de junho de 2011

A pedra


Sou um ser insensível,
para muitos imperceptível

Passam por mim e não dão valor,
só porque nunca tive um amor.

Usam-me quando bem entendem,
mas não me compreendem.

Não tenho o mínimo valor,
não aceito quem sou.

Nunca deixei uma lagrima cair,
tão pouco sei o que é sentir.

Amar, gostar ou sofrer,
igual a mim ninguém precisa ser.

Reclamam se esbarram em mim,
comigo sempre foi assim.

Nunca tive nenhum amigo,
que me acolhesse ou desse abrigo.

Não reclamo, pois bem sei,
faço o melhor que posso.

É sou um ser inanimado,
ser sem vida.

Tenho coração de pedra,
pois como tal pedra sou.

Mais posso me transformar,
fazer parte de algo maior.

Por menor que eu seja,
sem mim o mundo não seria assim.

Por mais que se esqueça de mim,
de você lembrarei onde quer que eu esteja.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Adversidades

A vida pode ser dura,
mas enquanto perdura.

Trazer conseqüências,
e nos da a consciência.

Para cada situação ruim,
uma outra melhor pode aparecer no fim.

Cabe a você escolher,
qual lado observar.

O amanhã não demora,
e o hoje pode acabar.

Não importa o ontem,
tão pouco o amanhã.

O agora é que mantém,
nossas esperanças em um possível amanhã.

Sempre existirão pedras,
em meio a nosso caminho.

Faça uso delas,
e construa o seu castelo.

O que seria das rosas,
sem os espinhos.

As adversidades mais frondosas,
e delas podem nascer flores, gerar frutos ou espinhos.

Mas de qualquer forma podemos sentir,
que nos ajuda a nosso caminho descobrir.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Radiante Ser

Além do horizonte,
no clarão do alvorecer.

Eis que surge sobre o monte,
um radiante ser.

Que uma luz traz,
e que minha alma refaz.

Entorno de sua redoma,
nada se subtrai só se soma.

Sua presença acalma,
no acolhimento da alma.

Sua voz afaga,
e entre nós se propaga.

Quem é esse grandioso ser,
não hei de vós dizer.

Ele em tudo se mostra,
sempre junto a nós está.

No clarão da aurora,
o que foi sonho outrora.

Agora está a vos seguir,
e sempre vós guiais.

Não importando aonde ides,
ele sempre vós conduzireis.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Matemática da Vida


Na matemática da vida,
muitas são as equações perdidas.

A busca por algoritmos singulares,
que geram resultados peculiares.

Na vida somamos conhecimentos,
dividimos  pensamentos.

Resolvemos problemas,
equacionamos dilemas.

Por vezes racionalizamos demais os sentimentos,
enquanto deveríamos viver os momentos.

A vida é uma incógnita a desvendar,
nessa vida o algoritmo é você.

Que nessa equação pode,
fazer ela somar ou subtrair.

Multiplicar ou dividir,
depende das escolhas que vamos fazer.

A vida é uma equação inconstante,
cuja as quais nossas escolhas geram mutações constantes

No resultado final que um dia,
chegaremos a obter.

Você nesta grande conta,
temos o poder para a diferença fazer.

terça-feira, 21 de junho de 2011

O amor


Surge de um simplório recanto,
mostrando todo o seu encanto.

Tão longínquo quanto pode parecer,
de maneira que não dá para entender.

Por deveras inconstante,
em muitos aspectos fascinante.

Cada qual a seu jeito,
diferentes e perfeitos.

Surge sem explicação,
mas que recusa qualquer apresentação.

É algo que não se destrói,
e que tem o poder de transformar.

Pode despertar com um simples oi,
até mesmo sob a luz do luar.

É um sentimento que não se pode explicar,
mas que se revela no brilho de um olhar.

Tem controle sobre o coração,
e sobre as emoções.

E transborda em lágrimas,
quando finalmente toca a alma.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O futuro

O futuro deslumbrante pode ser,
revisto e visto a cada alvorecer.

Semear de ideais,
respeitando as diferenças dos demais.

Sonhos diversos poderá haver,
sobre o que um dia pode vir a ser.

Amanhã enigmático,
para muitos tido como pragmático.

Inconstâncias relativas,
que transpõem expectativas.

Futuro é incerto,
é a  certeza que se tem.

Podemos estar certos,
que o amanhã chegaremos mais além.

Nada se repete,
nada é igual.

E isso na vida se reflete,
como sendo um principio fundamental.

Hoje não é igual à ontem ou pior que amanhã,
faça o melhor que puder a cada nova manhã.

domingo, 19 de junho de 2011

Confiança


Confiança é de cristal,
e quando se destrói.

O que foi um raro cristal,
não se reconstrói jamais.

Pois pedaços ficam perdidos pelo caminho,
com isso acabamos sozinhos.

Cristal esse forjado,
entre nós e aqueles que queremos ao nosso lado.

A confiança não se compra ou vende,
simploriamente se conquista.

Isso é algo que aprendemos com a vida,
a melhor forma como deve ser vivida.

A amizade baseada na confiança,
é uma amizade que se torna eterna e infinita.

sábado, 18 de junho de 2011

Grão de areia


Somos grãos de areia,
perdidos no mar.

Um mar de sonhos,
a alcançar.

Grão de areia,
que o vento pode levar.

Vento que como o destino,
constantemente pode mudar.

Como grãos de areia,
sem a certeza de onde chegará.

Mas além do infinito,
pode se lançar.

E poeira cósmica,
um dia virar.

Mas sempre esse grão de areia,
continuará a acreditar.

Que simplesmente um dia se tornará,
mais do que um grão de areia perdido no mar.

Já que um dia seus sonhos mais profundos,
irão realidade se tornar.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Enigma

Um enigma de pretextos sem iguais,
que filósofos ancestrais.

Encantavam-se no tentar entender,
tudo aquilo que a vida poderia ser.

Sentimentos e emoções,
reflexo de ações e reações.

O pôr do sol e o Luar,
obras primas a vislumbrar.

O amanhã o que vem a ser,
e no hoje, o que pode acontecer.

Enigmas de uma vida,
sem explicação.

Que invadem a alma mesmo que ferida,
e conquistam o seu coração.

Entender o que é amar,
e o significado do amor.

Coisas sem explicação,
mas que envolvem toda uma nação.

A vida é um enigma que iremos desvendar,
com nossas vontades, desejos e com o nosso sonhar.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Cotidiano

A noite cai,
lembranças vão.

Despertar o que guardas,
no teu coração.

O dia vem,
Saudade vai.

Provocar rios de lágrimas,
que não param mais.

O que se foi não voltará,
mas, se for para ser assim será.

A vida é uma estrada,
que estamos sempre a caminhar.

E simplesmente essa jornada,
não tem hora certa de acabar.

São inúmeros os sonhos,
que podes almejar.

Mas não sabemos quando,
de fato tudo pode terminar.

Viva intensamente o agora,
pois o amanhã pode tardar a chegar.

Tarde demais

A vida passa e ficamos a observar,
não apreciamos as belezas em que nela há.

Deixamos que o medo nos aprisione,
e rapidamente nossas chances somem.

Arrependimentos que levamos,
um “EU TE AMO” que nunca falamos.

Eu digo, amanhã me declaro,
mas eis que me deparo.

Com o que nunca imaginei,
a incógnita do porque que esperei.

É o amanhã chegou,
meu mundo acabou.

Pra mim o amanhã foi tempo demais,
não consigo voltar atrás.

Viva, sinta, mostre-se hoje quem tu és,
pois amanhã pode ser tarde demais.

E pode ser algo que não mudará jamais,
a certeza é o agora, amanhã tudo pode acabar.

Nem oceanos de lagrimas vão fazer voltar,
pois o hoje muda o amanhã.

E este pode nunca chegar,
viva o agora e não se arrependerás.

terça-feira, 14 de junho de 2011

As ondas do mar

Quando meus olhos,
se perdem no horizonte.

Lembranças a arrebatar,
elas vem como as ondas do mar.

Quando tocam a areia,
meu coração incendeia.

Não da para segurar,
minha mente voa e fico a imaginar.

Por que os sentimentos,
são como ondas do mar.

Imprevisíveis a força,
com que elas podem chegar.

Mas trazem consigo a certeza,
que um dia tudo pode mudar.

Mudanças que vem e que vão,
mas que sempre deixam a recordação.

São marcas na areia,
cada passo que dá.

Suas pegadas na areia,
sempre alguém vai notar.

A vida é bela e tão preciosa,
quanto o céu, a terra e o mar.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

O sentido


O vento vem e as folhas caem,
a vida passa e o ontem não volta mais.

O sol se põe e a noite vem,
sem esperança não somos ninguém.

Pétalas de rosas que bela flor,
símbolo do que é o amor.

Lágrimas e emoções,
são o transbordar em nossos corações.

Sonhar e o querer,
almejar aquilo que um dia possa vir a ser.

Viver e amar,
busca constante para se completar.

Sofrer e perder,
arrependimentos do que não pode ser.

Um anjo dos céus que o povo na Terra precisava conhecer.
quem é esse anjo não preciso nem dizer.

Mas para que saibas quem ele é de um espelho precisará,
pois só assim o anjo mais belo nele se mostrará.

Enquanto o seu reflexo nele,
simplesmente se mostrar.

domingo, 12 de junho de 2011

Dia dos Namorados


Este é um dia a se considerar,
que quem está só um dia vai encontrar.

O alguém correto para amar,
é tudo uma questão de esperar.

Dia de entrega e declarações,
são flores, versos e canções.

Choro, risos e beijos,
nesse dia de declarar seus desejos.

Dia que mostra a importância do amar,
demonstrações de carinhos e palavras de amor.

O amor é fundamental,
mas permitir se amar é essencial.

Acima de tudo é dia de reflexão,
de procurar entender o que existe em seu coração.

Esse é um dia em que tudo pode acontecer,
basta acreditares e deixar acontecer.

Porém não faças o que pode te fazer sofrer,
mas mesmo que estejas só esse dia foi criado para você.

Pois é um dia que representa o amar,
neste nosso simplório viver.

sábado, 11 de junho de 2011

Os sonhos

Inevitável pensar no que se passou,
aceitar que o mundo mudou.

O ontem parece distante de mim,
é o amanhã também é assim.

Será que chegarei até lá,
conseguirei eu ver mais um dia passar.

As noites hoje são mais escuras,
os dias mais frios.

As lágrimas acabaram e formaram rios,
as circunstâncias podem ter sido duras.

Mas foi como tinha que ser,
deixando de lado o meu querer.

Querer ser mais do que sou,
tornar-me mais do que poderia ser.

Existem sonhos que se esvaem em lágrimas,
para que outros sonhos assim como rosas possam florescer.

Cada sonho que sonhamos que podem não acontecer,
ajudarão ao verdadeiro sonho de sermos quem devemos ser.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

A felicidade

Não deixe sua felicidade escapar,
sem mesmo que faças algo.

A felicidade não é um sentimento vago,
é um estado de espírito que nos faz pensar.

O quão importante é o viver,
e o quão importante é o amar.

A felicidade pode estar presente em qualquer ocasião,
presente a todas independe ela de crença ou religião.

Quem é feliz sabe a importância que tem,
gostar do que se faz e assim faze-lo bem.

Felicidade é algo simplesmente,
 permitido a todos sem restrição.

Desde que abras o coração,
e deixes de pensar e apenas comece a sentir.

A felicidade se espalha diante das multidões,
aquecendo até o mais triste dos corações.

Semeies a felicidade e vejas o que ela pode fazer,
e certamente verás que algo especial pode acontecer.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

A resposta

Vivo em busca da resposta,
que talvez nunca obterei.

Poucas são as coisas,
desta vida que realmente sei.

Muitas coisas a nós são impostas,
mas cabe a cada um saber o que fazer.

Um jogo de arriscar, vencer e perder,
ou de se arrepender de não fazer.

Nosso destino nós podemos mudar,
por outros caminhos trilhar.

O destino é decidido a cada momento,
cada palavra dita e escolha feita.

Até quando feita em pensamento,
seu destino pode e hei de mudar.

Mas se para melhor ou pior,
essa é uma resposta que só o tempo trará.


quarta-feira, 8 de junho de 2011

A busca


Em busca daquilo que não se tem,
tentamos sempre ir além.

buscando aquilo que sonhou,
mas que ainda não conquistou.

Querer ser mais do que se é,
mostrando sempre a sua fé.

Sempre certo do que se sonha,
sabe que um dia ainda alcançará.

Firme em seus objetivos,
tu irá além, tanto o quanto lhe convém.

Em tua vida existem anjos,
cujos quais não se mostram como tal.

Pois estão pra nos apoiar,
não para fazer por nós.

Vós sois mais fortes do que pensais,
e seus sonho se realmente o queres.

Tenha a certeza que se lutareis,
tu alcançarás tudo o que um dia, tu vieres a sonhar.

terça-feira, 7 de junho de 2011

O viver


Viver e ser e ir além do que se espera,
busca incessante de quem se supera.

Querer algo que não se tem,
a uns e outros é o que convém.
                                                           
Sempre existe algo a almejar,
um objetivo a alcançar.

Um sonho pelo qual lutar,
um motivo pelo qual se arriscar.

O homem movido pela certeza,
não vive, apenas se mantém vivo.

A vida é uma busca do que não se conhece,
mas é algo que se aprende e não se esquece.

O viver é o desvendar os mistérios da vida,
cada qual a seu maneira preterida.

Cada um possui um jeito de ver a vida,
e recebe dela o que procura para si.

Nada é por acaso,
mas talvez conseqüência.

De tudo o que fez e fazes,
durante está sua existência.