quinta-feira, 14 de abril de 2011

Na espera


Procuro formas de me aproximar,
tentei mil maneiras de me apresentar.

Tolo deixei minha chance passar.
Mas sei que minha hora vai chegar.

Talvez por incompetência minha,
ou receio talvez.

Mas a primeira vez que te vi,
me apaixonei.

Não te peço que me ames,
Não te peço que de sua vida por mim.

A única coisa que quero,
é ter simples  oportunidade.

De todos os dias demonstrar,
O meu sentimento nessa forma de amar.

Quando minha chance chegar,
Não mais deixarei escapar.

Até lá lhe aguardo,
só a ti observar...

Um comentário:

  1. Gostei você um poema singelo gostoso de ser ler.Adorei.Mil bjusssssss

    ResponderExcluir